Última hora
This content is not available in your region

Supremo Tribunal venezuelano decide não controlar poderes legislativos do parlamento

Supremo Tribunal venezuelano decide não controlar poderes legislativos do parlamento
Tamanho do texto Aa Aa

O Supremo Tribunal de Justiça (STJ) da Venezuela anulou a decisão que lhe permitia assumir os poderes legislativos da Assembleia Nacional, controlada pela oposição ao presidente Nicolas Maduro.

A decisão daquela que é a mais alta instância judicial do país, de assumir os poderes do parlamento, e de privar os deputados da sua imunidade, favorecia o chefe de Estado venezuelano mas foi alvo de pressão a nível internacional. União Europeia, EUA e Nações Unidas reprovavam a decisão.

A pressão internacional e interna levaram o Conselho de Segurança Nacional a reunir-se, na noite de sexta-feira, e a decidir “exortar” o Supremo Tribunal a “rever as decisões” para “manter a estabilidade institucional e o equilíbrio de poderes”.

O descontentamento, chegou às ruas de Caracas, na sexta-feira. Várias pessoas acabaram detidas enquanto a polícia tentava reprimir os protestos. Entre os jornalistas houve quem visse a sua câmara apreendida pelas forças da ordem.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.