Última hora

Putin: "Vamos fazer o possível para determinar o que aconteceu"

Putin: "Vamos fazer o possível para determinar o que aconteceu"
Tamanho do texto Aa Aa

O presidente russo, Vladimir Putin, encontrava-se em São Petersburgo no momento em que ocorreram as explosões no metro. Na altura, estava reunido com o homólogo bielorrusso, Alexander Lukashenko.

A partir da segunda cidade russa, Vladimir Putin enviou as condolências às famílias das vítimas e desejos de recuperação rápida aos feridos.

O chefe de Estado russo adiantou: “Já falei com os chefes dos serviços especiais, com o diretor do serviço de segurança interna e com as autoridades judiciais. Os serviços especiais estão a trabalhar. Vamos fazer todo o possível para determinar o que aconteceu”.

As autoridades não descartam nenhuma pista, incluindo a do terrorismo.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.