Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Flórez e Stéphany arrebatados por "Werther"

Flórez e Stéphany arrebatados por "Werther"
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O privilégio de cantar emWerther, de Massenet, nas palavras de Juan Diego Flórez e Anna Stéphany, em entrevista à euronews.

“Werther é claramente um dos pontos mais altos do repertório de um tenor. Antes, achava que nunca iria fazer este papel porque a minha voz não se encaixava. Agora sinto que a minha voz mudou e que me consigo exprimir no estilo adequado”, afirma o tenor.

“A maior parte do meu repertório agora é em francês e gosto muito. É uma língua difícil para cantar. As vogais e a construção das frases não ajudam a projetar a voz”, salienta Flórez.

Já Stéphany considera “esta ópera um presente. O facto de se tratar de uma obra tão pertinente do ponto de vista humano faz-me reavaliar de forma muito positiva todos os motivos que me levaram a fazer o que faço hoje em dia. Eu sinto que o meu trabalho é partilhar estas emoções com o público. As emoções são a nossa inteligência. Se eu conseguir comover nem que seja só uma pessoa no público, se conseguir fazê-la viajar e tomar consciência de emoções que não sabia existirem, então a minha missão foi cumprida”.