França rejeita extraditar ex-PM kosovar para a Sérvia

França rejeita extraditar ex-PM kosovar para a Sérvia
De  Rodrigo Barbosa com AFP / LUSA / REUTERS / EFE
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A Justiça francesa rejeitou o pedido de extradição feito pela Sérvia, que pretendia julgar o antigo líder separatista e ex-primeiro-ministro kosovar Ramush Haradinaj por crimes de…

PUBLICIDADE

A Justiça francesa rejeitou o pedido de extradição feito pela Sérvia, que pretendia julgar o antigo líder separatista e ex-primeiro-ministro kosovar Ramush Haradinaj por crimes de guerra.

Na sequência da decisão, as autoridades francesas libertaram imediatamente Haradinaj, detido a 4 de janeiro. À saída do tribunal, o líder kosovar afirmou que perdeu “4 meses com este processo, que devia ser mais simples e resolvido num espaço de tempo mais curto. Mas é uma decisão que [lhe] dá a oportunidade de continuar com as [suas] obrigações, apesar de ter perdido 4 meses”.

Belgrado, que acusa Haradinaj do assassinato, tortura e sequestro de sérvios durante a guerra que conduziu à independência do Kosovo, reconhecida por França, disse que vai avançar com “medidas recíprocas” contra Paris e já convocou o seu embaixador em território francês.

O primeiro-ministro sérvio, Aleksandar Vucic, afirmou que a decisão do tribunal francês é “vergonhosa, escandalosa, ilegal, absolutamente injusta e, acima de tudo, política”.

Na capital kosovar a notícia foi recebida com efusivos festejos, que prometem subir de tom com o rápido regresso ao território do ex-chefe do governo.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Milhares de sérvios do Kosovo protestam contra decisão de abolir o dinar

UE preocupada com proibição de moeda sérvia no Kosovo

Albin Kurti apela a preenchimento do vazio de segurança no norte do Kosovo