Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

FMI pede à Alemanha para gastar mais dinheiro

FMI pede à Alemanha para gastar mais dinheiro
Tamanho do texto Aa Aa

Com agências

O Fundo Monetário Internacional defende que a Alemanha deve gastar mais dinheiro.

Para o FMI, o Governo alemão deveria investir os recursos acumulados graças aos impostos federais em grandes investimentos públicos, como obras e infraestruturas que representem um potencial de crescimento.

O FMI quer, por outro lado, que os trabalhadores sejam mais bem pagos, de forma a provocar o aumento da inflação na zona euro.

Recomendações que chocam com as posições do ministro das Finanças, Wolfgang Schaeuble, que anunciou, na passada quinta-feira, um aumento das receitas com origem nos impostos, rejeitando, por outro lado, a hipótese de que a Alemanha não estaria a investir o suficiente.


Num relatório, o FMI diz que a economia alemanha se porta bem, mas que é necessário mais investimento, até porque o envelhecimento da população pode vir a pôr em causa possibilidades de crescimento a longo prazo.

Como exemplos de um possível investimento, o FMI fala de infraestruturas de assistência para a saúde, para as crianças ou de integração dos refugiados. O relatório do FMI falou ainda na possibilidade de redução da carga fiscal sobre os trabalhadores.