EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Confirmada a condenação de Lionel Messi por fraude fiscal

Confirmada a condenação de Lionel Messi por fraude fiscal
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied
PUBLICIDADE

O Supremo Tribunal espanhol confirmou a condenação de Lionel Messi a 21 meses de prisão, com pena suspensa, por três crimes fiscais. O jogador vai ter ainda que pagar uma multa superior a dois milhões de euros.

O Supremo rejeitou o recurso do futebolista argentino. Messi e o pai foram considerados culpados de fraude fiscal no valor de 4,1 milhões de euros, entre 2007 e 2009, mas a condenação do pai de Messi foi revista em baixa de 21 para 15 meses de prisão – também com suspensão de pena. A suspensão da pena do pai e do filho decorre da norma do sistema judicial espanhol, que cumuta as penas de prisão inferiores a dois anos em pena suspensa, sobretudo se os condenados não tiverem cadastro.

Lionel Messi e o pai tinham sido condenados em julho de 2016 por irregularidades relativas a direitos de imagem, cometidas entre 2007 e 2009, através de uma complexa rede de sociedades. A justiça deu como provado que os dois tinham montado uma rede de sociedades no Reino Unido, Suíça, Belize e Uruguai para receberem os direitos de imagem do futebolista, sem os declararem ao fisco espanhol.

Para além da pena de prisão, o tribunal reduziu também a multa imposta ao pai do jogador de 1,6 para 1,3 milhões, estimando que a celeridade com que Messi reembolsou o fisco constitue uma circunstância atenuante.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Justiça espanhola pede quase cinco anos de prisão para Carlo Ancelotti por fraude fiscal

Barcelona suspeito de corrupção

FC Porto consegue primeiro triunfo e Sporting sai goleado mas líder de Marselha