"Made in Italy" divide italianos

"Made in Italy" divide italianos
De  Nara Madeira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied
PUBLICIDADE

No final do ano passado, o governo italiano propôs a criação de uma rotulagem ofical “made in Italy”, “fabricado em Itália”, em português. O objetivo era tentar combater as marcas que surgem, a nível mundial, como se fossem de produtos italianos mas que, de facto, não são produzidos no país.

Em março deste ano o executivo começou consultas com produtores e indústria alimentar mas as coisas não ocorreram como esperado. A proposta acabou por criar muitas divisões, sobre a questão do que são os produtos “made in Italy”, e o projeto pode acabar na gaveta.

Entre os produtos que Itália queria proteger está um vinho espumante italiano, chamado de Prosecco, e que é também engarrafado no Brasil. Aumentar os lucros dos verdadeiros fabricantes italianos, que perdem milhares de milhões de euros para a concorrência, seria o objetivo final.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

O país mais velho da Europa: o que está por detrás do problema do envelhecimento em Itália?

Buraco abre-se em rua de Nápoles e engole dois carros

Três mortos e dois desaparecidos após acidente em prédio em construção em Florença