Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

"Made in Italy" divide italianos

"Made in Italy" divide italianos
Tamanho do texto Aa Aa

No final do ano passado, o governo italiano propôs a criação de uma rotulagem ofical “made in Italy”, “fabricado em Itália”, em português. O objetivo era tentar combater as marcas que surgem, a nível mundial, como se fossem de produtos italianos mas que, de facto, não são produzidos no país.

Em março deste ano o executivo começou consultas com produtores e indústria alimentar mas as coisas não ocorreram como esperado. A proposta acabou por criar muitas divisões, sobre a questão do que são os produtos “made in Italy”, e o projeto pode acabar na gaveta.

Entre os produtos que Itália queria proteger está um vinho espumante italiano, chamado de Prosecco, e que é também engarrafado no Brasil. Aumentar os lucros dos verdadeiros fabricantes italianos, que perdem milhares de milhões de euros para a concorrência, seria o objetivo final.