A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Moçambique tenta resolver situação dos detidos preventivos

Moçambique tenta resolver situação dos detidos preventivos
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A justiça de Moçambique começou a regularizar, desde esta segunda-feira, a situação de cerca de 1300 detidos, preventivamente, e cujos prazos legais já foram ultrapassados.

A primeira fase do processo, que dura uma semana, decorre nas cidades de Manica, Nampula e na província de Maputo. Se os resultados forem satisfatórios as autoridades propõem-se alargá-lo ao resto do país.

Estão a trabalhar nesta ação quase 200 profissionais, de vários organismos, entre eles advogados e juízes, que vão deslocar-se aos estabelecimentos prisionais para realizar os julgamentos.

Esta medida excecional é possível graças ao apoio do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento.