Última hora
This content is not available in your region

25 anos de cadeia para deputado da oposição turca

25 anos de cadeia para deputado da oposição turca
Tamanho do texto Aa Aa

Numa decisão considerada por alguns como “política” e “própria de uma ditadura”, a justiça turca condenou, esta quarta-feira, a 25 anos de prisão, o deputado Enis Berberoğlu por alegada “revelação de segredos do Estado e espionagem.” Trata-se do primeiro parlamentar da oposição social-democrata sentenciado a uma pena deste tipo. O Partido Republicano do Povo (CHP) revelou que vai recorrer.

“Estimados colegas de partido, camaradas, amigos, esta não é primeira vez que estou num tribunal. Em várias ocasiões vimos a justiça ser chacinada neste edifício que é apenas um tribunal de nome. Não tem nada a ver com um tribunal ou com a justiça”, disse Enis Berberoğlu, deputado do Partido Republicano do Povo.

Esta quarta-feira vários elementos do CHP, a principal formação da oposição, protestaram contra o veredicto no Parlamento turco, mas também estão prometidas manifestações nas ruas.


Para sustentar a tese de “revelação de segredos de Estado”, Berberoğlu, que não ocupava funções de deputado na altura das revelações, é acusado de ter transmitido ao diário “Cumhuriyet” material de vídeo proveniente das forças de segurança turcas.

Neste caso estão também a ser julgados os jornalistas Can Dündar, exilado na Alemanha, e Erdem Gül, responsáveis do diário aquando da polémica divulgação.

Em causa estão imagens publicadas pelo jornal em 2015 – ainda que referentes a um incidente de janeiro de 2014 – em que se veem armas em um dos camiões escoltados pelos serviços secretos turcos e que transportavam oficialmente ajuda humanitária para a Síria.