ONU acusa RDC de armar milícia responsável por crimes étnicos

ONU acusa RDC de armar milícia responsável por crimes étnicos
Direitos de autor 
De  Rodrigo Barbosa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O Alto Comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos acusou as autoridades da República Democrática do Congo de armarem a milícia Bana Mura.

PUBLICIDADE

O Alto Comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos acusou as autoridades da República Democrática do Congo de armarem a milícia Bana Mura, responsável por “ataques horríveis” com motivações étnicas contra civis na região de Kasai, no centro do país.

Zeid Ra’ad Al Hussein pediu a abertura de uma investigação internacional:

“As vítimas também relataram que membros de unidades locais do Exército e da polícia congolesa, bem como chefes tribais, têm acompanhado alguns dos ataques da Bana Mura. Quarenta e duas valas comuns foram contabilizadas pelo gabinete conjunto dos Direitos Humanos em Kasai e pode haver mais. Vários refugiados disseram aos meus funcionários que foram forçados a enterrar vítimas noutras valas comuns.”

Segundo os representantes da Igreja Católica no país, a escalada da violência na província de Kasai fez mais de 3300 mortos desde agosto do ano passado.

Uma vaga de violência que já terá levado 30.000 congoleses a fugirem para Angola, de acordo com números avançados por Luanda.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

ONU alerta para perigo de fome na região de Kasai

Arcebispo de Kinshasa diz que repressão na RDC foi "uma barbárie"

Putin declara luto nacional na Rússia e insiste no envolvimento de Kiev