EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Apoiantes do Governo invadem o Parlamento da Venezuela

Apoiantes do Governo invadem o Parlamento da Venezuela
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A invasão, a segunda em oito meses, ocorreu no dia em que o Parlamento aprovou a convocação de um plebiscito, para dia 16, contra o Executivo.

PUBLICIDADE

É o escalar da tensão na Venezuela.

Esta quarta-feira um grupo de apoiantes do Governo de Nicolás Maduro invadiu a Assembleia Nacional, controlada pela oposição, e agrediu os deputados, jornalistas e funcionários.

A invasão, a segunda em oito meses, ocorreu no dia em que o Parlamento aprovou a convocação de um plebiscito, para dia 16, contra o Executivo.

Lawmakers beaten inside Venezuela’s parliament https://t.co/bcDlfGr0Hjpic.twitter.com/3iK7oe3HhR

— Reuters TV (@ReutersTV) July 6, 2017

O edifício ficou cercado por mais de sete horas, cerca de 20 pessoas ficaram feridas, sete são deputados.

O presidente da Assembleia condenou a invasão chavista e afirmou que quem pensar que estão a enfrentar um Governo forte, está equivocado. Para Julio Borges, “um Governo que faz isto com o seu Parlamento é um Governo fraco, um Governo em queda, um Governo cobarde”. Nicolás Maduro já condenou a invasão do Parlamento, assegurou que não compactua com a violência e que será aberta uma investigação para que os responsáveis respondam perante a justiça.

Em comunicado, o presidente do supremo Tribunal Venezuelano, Mikel Moreno, assegurou que os responsáveis por esta “barbárie” serão castigados.

Pro-Maduro protesters stormed Venezuela’s Congress, injuring at least 15 people. 1 lawmaker was sent to the hospital https://t.co/4CKtq8pomQpic.twitter.com/jLjkSUG9iZ

— AJ+ (@ajplus) July 6, 2017

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Venezuela desqualifica candidata presidencial da oposição María Corina Machado

Guiana: Presidente venezuelano assume controlo da exploração de crude e gás da região de Essequibo

Mega-operação para retomar controlo de prisão