EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Marcha pela Justiça chega ao fim perto de Istambul

Marcha pela Justiça chega ao fim perto de Istambul
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Partido Republicano do Povo (CHP) organizou protesto de quase um mês contra Executivo de Erdogan.

PUBLICIDADE

Com Lusa e AFP

O líder da oposição turca foi recebido por centenas de milhares de pessoas, em Istambul,no fim da Marcha pela Justiça, iniciada em Ancara a 15 de junho, em protesto pela detenção de um elemento da sua formação.

“Derrubaremos os muros do medo”, disse Kemal Kiliçdaroglu, líder do Partido Republicano do Povo (CHP), ao fim de 25 dias de marcha.

“O último dia da nossa marcha é um novo começo”, disse.

CHP diz mais de dois milhões estiveram na concentração

A multidão concentrou-se numa grande praça junto ao mar, perto da prisão de Maltepe, um quarteirão de Istambul onde está preso Enis Berberoglu, condenado a 25 anos de prisão por ter fornecido ao jornal da oposição Cumhurriyet informações confidenciais.

Kemal Kiliçdaroglu, que percorreu mais de 400 quilómetros sem distintivo partidário e com a “Justiça” como palavra de ordem, juntou uma multidão crescente ao longo da sua caminhada, atraindo milhares de opositores ao presidente Recep Tayyip Erdogan.

As culmination of month-long march, thousands join mass rally called by the leader of Turkey’s main opposition party https://t.co/AI8VzaOWxYpic.twitter.com/X7LaGgtLzf

— AFP news agency (@AFP) 9 de julho de 2017

Esta iniciativa, sem precedentes na Turquia, é a maior manifestação da oposição depois do movimento contestatário de 2013 e da tentativa de golpe de Estado militar de julho de 2016. Segundo o CHP, mais de dois milhões de pessoas estiveram reunidas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Líderes dos rivais regionais Grécia e Turquia reúnem-se para estreitar relações

Responsáveis da discoteca que ardeu em Istambul detidos para interrogatório

Incêndio em discoteca de Istambul faz dezenas de mortos