Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

António Guterres quer Venezuela sem autoritarismo

António Guterres quer Venezuela sem autoritarismo
Tamanho do texto Aa Aa

António Guterres insistiu, esta quarta-feira, que a solução para a crise venezuelana deve ser política e pediu ao Governo de Nicolás Maduro e à oposição para retomarem o diálogo.

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas defendeu, ainda, que a Venezuela deve manter-se livre tanto da intervenção estrangeira como do autoritarismo.

“A América Latina conseguiu livrar-se tanto da intervenção estrangeira como do autoritarismo. E essa é uma lição que é muito importante salvaguardar, concretamente na Venezuela”, afirma o diplomata português.


Desde o início da crise no país, António Guterres tem evitado criticar, abertamente, tanto o Executivo de Maduro como os líderes da oposição.

Já o gabinete do Alto-Comissariado da ONU para os Direitos Humanos denunciou, várias vezes, a repressão dos manifestantes perpetrada pelas forças de segurança venezuelanas e pediu ao Governo a libertação de líderes da oposição e de todos os detidos por exercerem um direito fundamental: a liberdade de expressão.