Encontrado cadáver desmembrado em zona onde se procura jornalista desaparecida

Encontrado cadáver desmembrado em zona onde se procura jornalista desaparecida
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O dinamarquês Peter Madsen, dono do submarino onde se encontrava Kim Wall, confessou que a jornalista sueca sofreu um acidente dentro da embarcação e que deitou depois o cadáver ao mar.

PUBLICIDADE

Ainda não se sabe se o tronco de uma mulher encontrado perto da zona no mar Báltico onde se procura há vários dias a jornalista sueca Kim Wall faz parte do cadáver da mesma.

A autópsia permitirá desvendar o mistério. A jornalista sueca desapareceu quando entrevistava, no interior de um submarino de fabrico caseiro, o dinamarquês Peter Madsen, inventor do mesmo.

“Estivemos no local para resgatar o corpo. É o tronco de uma mulher. Digo tronco porque não tem cabeça, nem braços nem pernas”, sublinhou Jens Møller Jensen, chefe da unidade de homicídios da polícia de Copenhaga.

O dono do submarino confessou que a jornalista sofreu um acidente dentro da embarcação e que deitou depois o cadáver ao mar.

Peter Madsen encontra-se preso preventivamente por suspeita de homicídio involuntário.

Foi um ciclista que passeava pela ilha de Amager, a sul de Copenhaga, que descobriu as partes do cadáver.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Inventor julgado por homicídio de jornalista

Mau tempo causa perturbações em vários pontos da Europa

Copenhaga acolhe o maior espetáculo de fogo de artifício de sempre para assinalar a sucessão real