Última hora

Última hora

Protestos na Índia contra condenação de líder de seita religiosa

Protestos na Índia contra condenação de líder de seita religiosa
Tamanho do texto Aa Aa

Pelo menos 30 pessoas morreram e centenas ficaram feridas, esta sexta-feira, na Índia, em protestos violentos contra a condenação do líder da seita religiosa Dera Sacha Sauda, acusado de ter violado duas jovens seguidoras.

O tribunal da cidade de Panchkula, no estado de Haryana, condenou Ram Rahim Singh a sete anos de prisão.

Assim que o veredicto foi anunciado, milhares de seguidores de Ram Rahim atacaram os jornallistas que cobriam o julgamento.

O guru enfrenta outro processo, por suspeita de envolvimento no assassinato, em 2002, de um jornalista que a seita acusava de ter divulgado a carta anónima enviada ao primeiro-ministro e que denunciava as violações.

Ram Rahim nega ambas as acusações.