Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

A ascensão da extrema-direita alemã

A ascensão da extrema-direita alemã
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A CDU de Angela Merkel venceu as eleições mas quem pode, de facto, cantar vitória, é a extrema-direita alemã. A Alternativa para a Alemanha assume-se como terceira força mais votada. A formação consegue, pelo menos, 13% de votos, segundo a sondagem divulgada pela televisão pública ZDF. A festa fez-se na sede de campanha do partido que consegue, pela primeira vez, sentar-se no parlamento alemão.

“A primeira coisa que vamos fazer é iniciar um inquérito Parlamentar a Angela Merkel”, afirmou Alice Weidel, uma das candidatas da formação.

“Aparentemente somos o terceiro partido mais forte, o que significa que o próximo governo terá de estar preparado porque vamos persegui-lo, a ele, à Sra. Merkel, ou a quem quer que seja”, adiantou.

A confirmarem-se as projeções o próximo Bundestag terá seis grupos parlamentares, o mais diversificado, em termos de formações políticas, desde 1950.