EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Assessor do Papa acusado de pedofilia volta a ser ouvido pela justiça australiana

Assessor do Papa acusado de pedofilia volta a ser ouvido pela justiça australiana
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

As autoridades australianas continuam sem revelar o número de processos contra Pell, nem o período em que alegadamente ocorreram os casos de pedofilia.

PUBLICIDADE

Sem fazer qualquer comentário aos jornalistas, nem à entrada nem à saída,esta sexta-feira na segunda audiência sobre acusações de abuso sexual de que é alvo.
O principal assessor do papa Francisco, que continua a negar as várias acusações vai voltar a ser ouvido no Tribunal de Magistrados de Melbourne, na Austrália, em março do próximo ano.

As autoridades australianas continuam sem revelar o número de processos contra Pell, nem o período em que alegadamente ocorreram os casos de pedofilia. O cardeal australiano foi formalmente acusado a 29 de junho pela polícia, e no dia seguinte, a partir de Roma, defendeu a inocência.

Pell foi sacerdote na cidade natal de Ballarat (1976-1986), no estado australiano de Victoria, e arcebispo de Melbourne entre 1996 e 2001.
Esta não foi a primeira vez que cardeal é acusado de abusos sexuais. Em 2002, quando era arcebispo de Sydney, um homem disse ter sido abusado sexualmente por Pell em 1961, mas a investigação ilibou o australiano.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Rússia prende cidadão francês sob suspeita de espionagem

Trump paga 175 milhões de dólares para evitar apreensão de bens em caso de fraude

Antigo presidente hondurenho condenado nos EUA por conspirar com traficantes de droga