Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Kaspersky suspeita de espionagem

Kaspersky suspeita de espionagem
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A Rússia terá usado os programas antivírus da empresa Kaspersky para espiar computadores um pouco por todo o mundo. O antivírus teria, segundo vários atuais e antigos agentes norte-americanos citados por um artigo do Wall Street Journal, instalado um dispositivo para procurar e detetar documentos secretos da defesa norte-americana.

Esta não é a primeira alegação do género que surge contra a Kaspersky, uma das mais importantes empresas de antivírus do mundo. Desta vez, trata-se de uma operação a nível mundial e em larga escala. Segundo o artigo agora publicado, as alegadas ligações entre os serviços de espionagem do Kremlin e o grupo fundado e dirigido por Evgueni Kaspersky e estão a ser investigadas há vários anos. O alerta foi dado em 2014 pelos serviços secretos de Israel, quando penetraram nas redes da Kaspersky.