Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Satélite Sentinel-5P em contagem decrescente

Satélite Sentinel-5P em contagem decrescente
Tamanho do texto Aa Aa

No norte da Rússia, está tudo a postos para o lançamento esta sexta-feira (09h27 TMG) do mais recente satélite da Agência Espacial Europeia, ESA.

Uma vez em órbita, a missão do Sentinel-5P, é medir a qualidade do ar na atmosfera terrestre acompanhando o desenvolvimento de fenómenos climáticos como o aquecimento global e o estado da camada de ozono.

Pieternal Levelt é uma das principais cientistas envolvidas neste projeto. Foi ela a responsável pelo Tropomi, o instrumento que vai medir a poluição em todo o globo uma vez por dia.

“Trata-se de um instrumento que mede todo o globo. Isto significa que temos um instrumento calibrado a medir tudo, assim podemos comparar diretamente os níveis de poluição na Europa com aqueles na China e nos Estados Unidos”, afirma Levelt, diretora de I&D, KNMI, o Instituto Meteorológico da Holanda.

O novo satélite integra o programa de observação Copérnico Terra liderado pela Agência Espacial Europeia.

A missão espacial vai contribuir para um conhecimento mais aprofundado da atmosfera terrestre o que ajudará a combater problemas como as cinzas vulcânicas, algo fundamental para a segurança aérea, assim como os níveis de radiação ultra-violeta que podem produzir danos consideráveis nos seres vivos.