Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Sobreviventes japoneses contra o Nuclear

Sobreviventes japoneses contra o Nuclear
Tamanho do texto Aa Aa

Sobreviventes dos atentados nucleares, de 1945, no Japão, adotaram uma declaração que pede ao governo nipónico que assine o Tratado de Não Proliferação de Armas Nucleares, adotado pelas Nações Unidas:

“Queremos fazer com que o máximo de pessoas compreenda que a ideia de garantir a segurança, utilizando armas nucleares, está errada”, afirmou Terumi Tanaka, presidente da organização Nihon Hidankyo.

O objetivo é reunir milhões de assinaturas, em todo o mundo, até 2020, para empurrar todos os países, a assinar o tratado.

O número de mortos, causado pelas bombas dos EUA, que caíram sobre Hiroxima e Nagasáqui, é incerto, situa-se entre os 129 mil e os mais de 240 mil.

(Imagens de 1945 em Hiroxima depois do ataque: cortesia cidade de Hiroxima)