Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

UE reforça as sanções contra a Coreia do Norte

UE reforça as sanções contra a Coreia do Norte
Tamanho do texto Aa Aa

Face ao risco de colapso do acordo nuclear com o Irão, a Comissão Europeia tenta assumir o protagonismo para travar a proliferação nuclear.

Além da visita, em breve, aos Estados Unidos, a chefe da diplomacia da União Europeia, Federica Mogherini, confirmou o aumento das sanções contra o regime norte-coreano.

“Estamos a elevar a pressão económica e diplomática por parte da União Europeia sobre a Coreia do Norte para um nível máximo. A Coreia do Norte é o país do mundo ao qual a União aplica o regime mais duro de sanções”, referiu Federica Mogherini, aos jornalistas.


A decisão foi tomada por unanimidade numa reunião dos 28 ministros dos Negócios Estrangeiros da União Europeia, segunda-feira, no Luxemburgo, e pretende desencorajar o regime de Pyongyang de efetuar novos testes com material nuclear.

“Além das sanções, a União Europeia inicia uma ofensiva diplomática junto de vários países para pressionarem o regime norte-coreano e a China é um dos países mais importantes nesse esforço”, acrescentou Sandor Sziros, enviado da euronews ao Luxemburgo.