Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Síria: Raqqa libertada do jugo do Estado Islâmico

Síria: Raqqa libertada do jugo do Estado Islâmico
Tamanho do texto Aa Aa

O Estado Islâmico (EI) perdeu o quartel-general na Síria.

Raqqa, a cidade onde foram planeados e de onde foram comandados diversos atentados terroristas na Europa, foi conquistada pelas Forças Democráticas Sírias, ajudadas pelas milícias curdas e árabes.

Após quatro meses de uma intensa batalha, o estádio da cidade acolheu as celebrações da vitória. A porta-voz das Forças Democráticas Sírias, Jihan Ahmed, deixa uma mensagem de esperança:

“Depois de limparmos toda esta área, vamos reconstruir Raqqa de forma a que fique ainda mais bonita do que era antes. Depois de todos os sacrifícios feitos pelos mártires da liberdade, os mártires da fúria do “al-furat”, Raqqa vai ficar mais bonita porque tornámos isso possível com os nossos sacrifícios”.

A reconquista de Raqqa é um golpe profundo na Wilayat al-Furat, a Província do Eufrates, instalada entre a Síria e o Iraque pelo Estado Islâmico em 2014.

Por enquanto as forças que reconquistaram a cidade só confirmam o domínio de 90% do território, mas os combates são quase inexistentes. Apenas algumas dezenas de jihadistas permanecem ainda. A maioria entregou as armas ou recuou para áreas ainda controladas pelo EI.