Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Merkel quer cortes na assistência financeira à Turquia

Merkel quer cortes na assistência financeira à Turquia
Tamanho do texto Aa Aa

Cortes na assistência financeira da UE à Turquia. A sugestão surgiu de Angela Merkel junto dos parceiros europeus no início da cimeira em Bruxelas na quinta-feira. A chanceler alemão pretende que os fundos europeus de assistência para a adesão dos turcos sejam cortados devido à que classificou de “problemas democráticos”.

“Concordámos em dois aspetos: primeiro, pedir à Comissão que de uma forma responsável reduza a ajuda de pré-adesão. Em segundo que não só falemos sobre a Turquia, mas que falemos com a Turquia. Temos que abordar em que contexto podemos continuar a falar sobre isso”, declarou a Chanceler.

Merkel quer deixar intacto o acordo Europeu com a Turquia para travar o fluxo massivo de refugiados, um compromisso que recebeu elogios da chanceler.

Isto no mesmo dia em que o ministro turco dos Negócios Estrangeiros, Mevlut Cavusoglu, considerou a adesão à União Europeia um interesse de Ancara, apesar de acusar Bruxelas de ter dois pesos e duas medidas.

Após o golpe de Estado falhado do ano passado, o governo turco instaurou o estado de emergência e limitou os procedimentos de garantias judiciais democráticas.