Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Shinzo Abe reedita maioria nas legislativas antecipadas

Shinzo Abe reedita maioria nas legislativas antecipadas
Tamanho do texto Aa Aa

Shinzo Abe está a caminho de tornar-se o primeiro-ministro japonês há mais tempo no cargo depois do seu partido voltar a vencer as legislativas pela terceira vez em cinco anos.

O chefe de governo que tinha precipitado o sufrágio previsto para o próximo ano, em parte devido à situação na Coreia do Norte, deverá obter uma maioria de três terços no parlamento que abriria o caminho a uma reforma da Constituição pacifista do país, através de um referendo.

A coligação entre os Liberais-Democratas e o partido budista Komeito, deverá arrebatar pelo menos 292 dos 465 lugares no parlamento, prosseguindo a política económica de combate à deflação batizada “Abenomics”.

Em terceiro lugar no sufrágio, o partido da Esperança, recentemente criado pela governadora de Tóquio, Yuriko Koike, não conseguirá tornar-se na principal força da oposição com apenas 41 deputados no parlamento.

Com a extinção do Partido Democrático, será o novo Partido Constitucional Democrático do Japão, com 48 deputados, a ocupar o lugar de opositor a Abe depois de se ter apresentado como o principal rival à reforma da Constituição.

As legislativas deste domingo foram marcadas por uma participação de 53,6%, em alta relativamente a 2014, mesmo com o país assolado por um potente tufão.

As chuvas torrenciais e ventos fortes que provocaram pelo menos dois mortos, atrasaram a contagem dos votos em algumas regiões.