Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

EUA querem continuar investigar o uso de armas químicas na Síria

EUA querem continuar investigar o uso de armas químicas na Síria
Tamanho do texto Aa Aa

O mandato de investigação conjunta do caso do uso de armas químicas na Síria termina a 17 de Novembro e, por isso, os Estados Unidos decidiram elaborar um relatório para prolongar o mandato de investigacão.
Numa sessão das Nações Unidas, a Rússia vetou a resolução elaborada pelos Estados Unidos. Vladimir Safronkov, deputado representante da Rússia nas Nações Unidas, disse que a resolucão apresentada usa um léxico inapropriado, e que “(…) está cheio de expressões como: provavelmente, possivelmente, supsotamente, (…)” e que tal linguagem não é apropriada para um “problema tão sério”.

O relatório do que aconteceu na Síria culpa as autoridades sírias pelo ataque com gás sarin. Os Estados Unidos querem continuar a investigar o caso por não aceitarem tais afirmações.