A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Cheias na Grécia fizeram 15 mortos

Cheias na Grécia fizeram 15 mortos
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

As cidades de Mandra acordou completamente desvastada.
Enquanto olham para a destruição, centenas de pessoas fazem contas ao prejuízo.

Pelo menos 15 pessoas foram encontradas mortas, depois de, na quarta-feira à noite, uma chuva torrencial ter dominado a cidade.
Uma residente disse, à Euronews, que perdeu toda a vida que tinha construído. “Estamos devastados. Toda a nossa mobília está destruída. Perdemos tudo. Lutamos para criar uma vida…(…) Nem sequer consigo dormir. Os meus vizinhos emprestaram-me as roupas que estou a usar.”

Esta testemunha conseguiu fugir de casa mas a sua filha ficou para trás: “A minha filha estava lá dentro, e eu não conseguia ouvi-la e gritei por ela. Ela subiu uma mesa e teve de nadar para sair de dentro de casa.”.

Há dezenas de pessoas desalojadas. Os acessos continuam inundados, o que torna difícil a deslocação de meios de socorro”.

Setup Nikos, residente e vítima do desastre, ficou sem tudo: “Eu não posso fazer nada. Todos os quartos na minha casa estão cheios de água. As minhas roupas, está tudo destruído. A água chegou a um metro de altura. Nem sequer tenho roupas para usar. O que é que eu vou fazer? não tenho nada.”

Mandra não foi a única cidade inundada. Nea Peramos também foi uma das cidades dos arredores de Atenas que acordou assim.

As previsões apontam para uma situação pior nas próximas horas.