Tesouros Humanos da UNESCO morrem em acidente de autocarro

Tesouros Humanos da UNESCO morrem em acidente de autocarro
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Os idosos pertenciam à tribo Mapuche e praticavam a prática ancestral da composição óssea.

PUBLICIDADE

Pelo menos 11 idosos, considerados Tesouros Humanos vivos pela UNESCO morreram num acidente de autocarro, no sul do Chile.

O sinistro ocorreu no sábado, numa estrada que liga as localidades de Caracautín e Victoria, a cerca de 600 quilómetros ao sul da capital. No autocarro seguiam 45 passageiros, pelo menos 11 pessoas morreram e 17 ficaram feridas.

De acordo com as autoridades, o motorista terá perdido o controlo do veículo, que capotou.

Segundo a agência de notícias espanhola EFE, entre os passageiros estavam funcionários do Centro de Saúde da Família de Tirúa e membros da tribo indígena Mapuche. Os idosos foram classificados pela UNESCO como Tesouros Humanos vivos por praticaram a medicina ancestral Mapuche. Alguns dos falecidos exerceram a prática ancestral da composição óssea ou “Ngütamchefe”, tendo sido reconhecidos em 2014 por reunirem conhecimentos para corrigir fraturas, deslocações, entorses, entre outros.

A presidente do Chile, Michelle Bachelet, enviou as condolências às famílias das vítimas através do Twitter e lamentou a tragédia.

“Notícia infeliz sobre a o capotamento do autocarro em Victoria. As minhas mais profundas condolências às famílias das vítimas e a minha solidariedade com a comunidade de Tirúa”, escreveu Bachelet.

Lamentable noticia el volcamiento del bus en Victoria. Mi más profundo pésame a las familias de las víctimas y mi solidaridad con la comunidad de Tirúa.

— Michelle Bachelet (@mbachelet) November 26, 2017

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Incêndios florestais no Chile fazem pelo menos 112 mortos e 200 desaparecidos

Dezenas de mortos no Chile devido a incêndios florestais

Comunidade LGBTQ manifesta-se no Chile contra a discriminação