Última hora

Michael Flynn confessa ter mentido ao FBI

Michael Flynn confessa ter mentido ao FBI
Tamanho do texto Aa Aa

Michael Flynn confessou, esta sexta-feira, ter mentido ao FBI, no inquérito, liderado pelo conselheiro especial Robert Mueller, sobre contactos com a Rússia durante as eleições presidenciais de 2016.

A procuradoria norte-americana informou que o julgamento do antigo assessor para a segurança nacional de Donald Trump será daqui a três meses.

O general na reforma tinha sido indiciado por mentir quanto ao teor das conversas que manteve com o embaixador russo, nos Estados Unidos da América, Serguei Kisliak.

Flynn foi afastado da Casa Branca em fevereiro, deste ano, sob pressões do vice-presidente, Mike Pence.

A par de Flynn, pelo menos três pessoas ligadas à campanha de Donald Trump foram acusadas por Robert Mueller. Paul Manafort e Rick Gates, detidos este novembro. Declararam-se, ambos, inocentes. George Papadopoulos, antigo conselheiro para a política externa da campanha, confessou ter ludibriado as autoridades sobre os contactos que manteve com os russos.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.