This content is not available in your region

Michael Flynn confessa ter mentido ao FBI

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Michael Flynn confessa ter mentido ao FBI

Michael Flynn confessou, esta sexta-feira, ter mentido ao FBI, no inquérito, liderado pelo conselheiro especial Robert Mueller, sobre contactos com a Rússia durante as eleições presidenciais de 2016.

A procuradoria norte-americana informou que o julgamento do antigo assessor para a segurança nacional de Donald Trump será daqui a três meses.

O general na reforma tinha sido indiciado por mentir quanto ao teor das conversas que manteve com o embaixador russo, nos Estados Unidos da América, Serguei Kisliak.

Flynn foi afastado da Casa Branca em fevereiro, deste ano, sob pressões do vice-presidente, Mike Pence.

A par de Flynn, pelo menos três pessoas ligadas à campanha de Donald Trump foram acusadas por Robert Mueller. Paul Manafort e Rick Gates, detidos este novembro. Declararam-se, ambos, inocentes. George Papadopoulos, antigo conselheiro para a política externa da campanha, confessou ter ludibriado as autoridades sobre os contactos que manteve com os russos.