Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Arte gera momentos de tensão na Catalunha

Arte gera momentos de tensão na Catalunha
Tamanho do texto Aa Aa

Os catalães voltaram à ruas, desta vez, para impedir que 44 peças de arte religiosa fossem devolvidas ao mosteiro de Sijena, em Aragão.

Os protestos eclodiram junto às portas do Museu de Lérida onde decorreu a operação. Cerca de 200 pessoas, responderam ao apelo lançado por um grupo de independentistas e contestaram, desta forma, a sentença proferida em 2015 e ratificada em novembro, pelo tribunal de 1ª instância de Huesca. Os Mossos de Esquadra foram obrigados a intervir.

Acompanhados pela Guardia Civil, os técnicos enviados pelo Governo de Aragão entraram no museu por volta das 03h00 na tentativa de evitar a manifestação prevista para quatro horas e meia mais tarde.

As obras foram compradas pelo Governo catalão em 1983 - na altura por 10 milhões de pesetas, cerca de 60 mil euros - uma compra declarada ilegal pela justiça.

Numa mensagem publicada nas redes sociais, Carles Puigdemont disse tratar-se de um " Golpe de Estado para pilhar a Catalunha com total impunidade."

As obras chegaram ao destino final ao início da tarde desta segunda-feira.