Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Roy Moore não reconhece derrota no Alabama

Roy Moore não reconhece derrota no Alabama
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Derrotado nas eleições senatoriais do Alabama, o juiz Roy Moore não reconheceu a vitória do adversário Doug Jones, que se tornou no primeiro senador democrata eleito neste Estado, profundamente conservador, em 25 anos: "Sempre acreditei que o povo do Alabama tinha mais a uni-lo que a dividi-lo. Mostrámos, não só ao Estado como a todo o país, que podemos ser unidos", disse Moore.

As eleições foram marcadas pelo escândalo, devido ao apoio de Trump a Moore, acusado de agressões sexuais a várias mulheres, incluindo adolescentes. Moore persiste e recusa-se a reconhecer a derrota: "O que temos de fazer é confiar em Deus e deixar o processo correr. Sei que é tarde, nem todos podem esperar, os votos continuam a chegar. Deus vos abençoe, boa viagem a todos e obrigado por terem vindo. Isto ainda vai demorar algum tempo", disse o candidato derrotado no fim da noite eleitoral.

Ao contrário de Moore, Donald Trump reconheceu a vitória do candidato democrata e deu-lhe os parabéns através do Twitter:

A maioria republicana no Congresso é agora de apenas 51 lugares em 100. Os republicanos acreditavam que esta corrida seria fácil como um passeio a cavalo pelo campo, mas revelou-se, na verdade, uma cavalgada difícil. O resultado mostra que Trump apostou, claramente, no cavalo errado.