Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Puigdemont: "De que está à espera Rajoy?"

Puigdemont: "De que está à espera Rajoy?"
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Foi como um Presidente em funções que Carles Puigdemont se dirigiu, este sábado, aos catalães e ao mundo através das redes sociais. A mensagem do ex-Presidente da Generalitat catalã na véspera da passagem de ano novo ficou marcada por elogios, críticas e apelos. Destituído após a declaração da independência a 27 de outubro, Puigdemont desafiou o Governo espanhol a reconhecer os resultados das eleições autonómicas antecipadas e a libertar os prisioneiros políticos.

"A democracia falou mais alto. Todos tiveram o direito a expressar a opinião. De que está à espera o Presidente do Governo espanhol, Mariano Rajoy, para aceitar os resultados e a vontade dos catalães? Em 2018, o discurso do Presidente regional catalão vai ser feito como deve ser, ou seja, a partir da sede do Governo" afirmou.

Na mensagem de sete minutos gravada a partir de Bruxelas, Puigdemont felicitou, ainda, os catalães pela adesão às urnas e pela forma pacífica como decorreu o escrutínio. Um povo que classificou de "maduro."

O partido Ciudadanos foi o mais votado, mas as formações independentistas — Juntos Pela Catalunha, Esquerda Republicana da Catalunha e Candidatura de União Popular — conseguiram renovar a maioria parlamentar.

A sessão constitutiva do parlamento regional da Catalunha está agendada para 17 de janeiro.