A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Likud quer anexação de colonatos na Cisjordânia

Likud quer anexação de colonatos na Cisjordânia
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O partido do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, o Likud, pediu este domingo, que se efetive a anexação dos colonatos ocupados por israelitas, na Cisjordânia, e que fazem parte dos territórios palestinianos, e do futuro Estado da Palestina. Uma resolução aprovada por unanimidade mas que não é vinculativa.

"Agora, iremos promover esse direito e essa soberania, não o faremos através do nosso poder, vamos fazê-lo através da força do nosso direito histórico, do nosso direito religioso, moral, bíblico, chegou a hora de manifestar esse direito", afirmou Gilad Erdan, ministro para a Segurança Pública.

Netanyahu não esteve presente na reunão onde foi decidido o pedido de anexação, efetiva, dos colonatos por Israel.

As pretensões israelitas ganharam algum fôlego com a decisão de Donald Trump de mudar a embaixada dos EUA de Telavive para Jerusalém. Iniciativa criticada por grande parte da comunidade internacional que não concorda com a costrução de colonatos em territórios palestinianos. Cerca de 400 mil colonos e 2 milhões e 800 mil palestinianos vivem na Cisjordânia.