Última hora

Última hora

PM irlandês não quer regresso às fronteiras do passado

Em leitura:

PM irlandês não quer regresso às fronteiras do passado

Leo Varadkar e Michel Barnier
Tamanho do texto Aa Aa

O Parlamento Europeu recebeu esta quarta-feira a visita do primeiro-ministro irlandês, Leo Varadkar, que inaugurou a série de debates sobre o futuro da Europa. De recordar que a República da Irlanda está particularmente implicada no processo da saída do Reino Unido da União Europeia devido à fronteira que partilha com a Irlanda do Norte, uma província britânica.

"Não queremos novas barreiras à livre circulação de pessoas ou bens"

Leo Varadkar PM, República da Irlanda

Dirigindo-se aos parlamentares em Estrasburgo, o chefe do executivo irlandês deixou claras as suas intenções.

"O governo que dirijo está determinado em proteger o Acordo de Sexta-feira Santa em todas as suas partes e tudo o que dele decorre. E é por isso que insistimos em como não podemos regressar a uma fronteira propriamente dita na ilha; não queremos novas barreiras à livre circulação de pessoas ou bens. E é por isso que estamos muito gratos pela solidariedade e apoio prestados por outros estados-membros. É tudo o que esperávamos e prova irrefutável dos benefícios de que os pequenos países gozam devido à pertença a esta União", afirmou.

As palavras do chefe do executivo irlandês trazem à memória a violência e conflitos que dominaram a vida política entre as duas comunidades até à assinatura do acordo de Sexta-feira Santa em 1998.

A questão da fronteira permanece um dos pontos em aberto nas negociações entre Bruxelas  e Londres.