EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Rei de Espanha em Davos: "A Catalunha é uma lição"

Rei de Espanha em Davos: "A Catalunha é uma lição"
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Felipe VI foi ao Fórum Económico Mundial, em Davos, afirmar o europeísmo espanhol, sem deixar de frisar que o Estado de Direito é a pedra angular de todas as democracias.

PUBLICIDADE

Felipe VI chegou ao Fórum Económico Mundial de Davos com um discurso de posicionamento de Espanha face à Europa.

A geografia é inegável, mas o Rei de Espanha sublinhou que é na unidade de um projecto global, com primazia da lei, que o destino europeu se cumpre.

A primeira vez de um elemento da realeza espanhola no Fórum Económico parece responder à agitação dos mercados face à instabilidade interna:

"Para Espanha, a Europa é a nossa casa histórica, claro, e o nosso futuro. Um futuro no qual acreditamos firmemente. Espanha é uma nação com um espírito e vocação europeus bem conhecidos. Acredito que isto acontece fundamentalmente porque o projecto europeu representa a personificação internacional de paz, solidariedade, Estado de Direito e desenvolvimento económico e social. Todos os valores que a Espanha abraça como seus", afirmou o Rei de Espanha.

Um discurso que encaixa no contexto político do independentismo catalão como uma questão a ser tratada a nível de soberanias europeias no respeito pela primazia do Estado de Direito:

"A Catalunha foi onde assistimos a uma tentativa de minar as regras básicas do nosso sistema democrático. Uma lição a ser aprendida desta crise, uma lição não apenas para Espanha, mas para as democracias em geral, é a necessidade de preservar o Estado de Direito como pedra angular, precisamente, da democracia e do respeito pelo pluralismo político e do princípio básico da soberania nacional que, na verdade, pertence a todos os cidadãos."

De rei para reis e da Ibéria para o mundo económico reunido na Suíça, a coroa espanhola a submeter o envolvimento da Bélgica e da Dinamarca na questão catalã ao respeito pela Constituição nacional.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Quando a arte choca com a política: Obra retirada da ARCO em Madrid

Espanha: Sánchez quer que a comunidade internacional "exerça mais pressão" sobre Israel

Europa de extremos: onda de calor na Turquia, incêndios em Chipre e inundações em Espanha