Última hora

Milhares de curdos protestam contra a Turquia

Milhares de curdos protestam contra a Turquia
Direitos de autor
REUTERS/Thilo Schmuelgen
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

"Erdogan terrorista", uma das palavras de ordem de milhares de curdos que se manifestaram este sábado na cidade alemã de colónia contra a ofensiva militar turca em Afrin, no noroeste da Síria, e a venda de armamento alemão a Ancara.

Claro que o nosso interesse hoje é conseguir que a nossa mensagem passe, acima de tudo, para o governo federal, para que eles não concluam o acordo sobre a venda de tanques à Turquia, que tenha um impacto naquele país e para repensar as relações turco alemãs, também. E finalmente encontrar um caminho para a comunidade curda, não com proibições mas através do diálogo", explica Ayten Kaplan, vice-direitora da organização dos curdos na Alemanha, Nav-Dem.

A manifestação foi organizada pela associação Nav-Dem, federação que reúne os curdos na Alemanha, agrupamento que segundo a polícia, é próximo do ilegalizado PKK, Partidos dos Trabalhadores do Curdistão.

Apesar dos receios de confrontos entre curdos e grupos nacionalistas turcos, a manifestação decorreu sem incidentes.

**Ofensiva militar na Síria e venda de armamento alemão à Turquia

**

O exército turco lançou há uma semana uma ofensiva militar na região síria de Afrin para contrariar a crescente influência da milícia curda YPG na região, tendo Ancara ameaçado expandir os ataques a outras regiões do país, onde existem bastiões curdos.

Segundo a revista alemã Der Spigel, no final de 2017, o Governo alemão permitiu a venda e envio de armamento germânico para a Turquia, país membro da NATO.

Berlim garantiu que "respeitou" os "interesses securitários" da Turquia, mas salientou estar "muito preocupado" com a situação.

(Com Lusa)

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.