Última hora

Última hora

Polónia aprova polémico projeto-lei sobre o Holocausto

Em leitura:

Polónia aprova polémico projeto-lei sobre o Holocausto

reuters
Tamanho do texto Aa Aa

Nem as críticas de Israel nem as dos EUA impediram que o senado da Polónia aprovasse o projeto-lei que impede que cidadãos do país sejam penalizados por cumplicidade no Holocasuto.

Israel acusou o país de querer esconder o passado. Segundo o ministro da Justiça da Polónia, o passado não está em causa. 

"A pesquisa do passado não está ameaçada de maneira nenhuma. Falando sobre o passado e analisando-o, mesmo a parte mais sombria e mais vergonhosa não é ameaçada de maneira alguma."

Os deputados da oposição dizem que esta lei está a permitir que o passado não seja mais discutido.

"Não pode haver nenhuma lei que suprima a discussão. Este projeto lei está redigido desta maneira, ou seja, a suprimir esta discussão...tanto aqui na polónia...como também noutros países...e esse é o nosso maior medo.", admite o senador Marek Borowski.

A medida, a qual recebeu duras críticas, não só na comunidade judaica, proíbe também usar o nome: "Campos de Concentração Polacos" em vez de "Campos de Concentração Nazis".

O projeto-lei teve luz verde do senado com 53 votos a favor, 23 contra e 2 de abstenção. Agora, terá de passar pela mão do presidente do país para poder ser decretado lei.