Última hora
This content is not available in your region

Adolescente vale primeiro ouro aos Estados Unidos em PyeongChang2018

Access to the comments Comentários
De  Francisco Marques com Lusa
Redmond Gerard "voa" para o lugar mais alto do pódio
Redmond Gerard "voa" para o lugar mais alto do pódio   -   Direitos de autor  REUTERS/Dylan Martinez
Tamanho do texto Aa Aa

O norte-americano Redmond Gerard tornou-se este domingo no segundo mais jovem a conquistar um ouro em Jogos Olímpicos de Inverno. O holandês Sven Kramer conquistou em PyeongChang2018 o terceiro título consecutivo nos 5.000 metros de patinagem de velocidade.

Aos 17 anos e 222 dias, Redmond Gerard, que deu o primeiro ouro aos Estados Unidos na Coreia do Sul, venceu a modalidade de 'slopestyle' de snowboard, sendo apenas batido em termos de precocidade pelo finlandês Toni Nieminen, campeão olímpico de saltos de esqui em grande trampolim em 1992, com 16 anos e 261 dias.

Gerard, primeiro campeão olímpico nascido nos anos 2000, terminou a prova com 87,16 pontos, à frente dos canadianos Max Parrot e Mark McMorris.

Também histórica foi a vitória de Sven Kramer nos 5.000 metros de patinagem de velocidade, tornando-se o primeiro patinador de velocidade a somar três títulos consecutivos na mesma prova.

Ao contrário dos 3.000 metros femininos, a Holanda não conseguiu o pleno no pódio, com Kramer a terminar a prova com 1,85 segundos de avanço sobre o canadiano Ted-Jan Bloemen e sobre o norueguês Sverre Lunde Pedersen.

No biatlo, a Alemanha somou o segundo título, com Arnd Peiffer a conquistar o ouro nos 10km sprint, depois de Laura Dahmeier ter vencido os 7,5km sprint no sábado.

Peiffer terminou a prova com 4,4 segundos de avanço sobre o checo Michal Krcmar e 7,7 sobre o italiano Dominik Windisch, com o francês Martin Forcaude, duas vezes campeão olímpico em Sochi2014, a ser a grande desilusão, ao terminar apenas no oitavo lugar.

No esquiatlo masculino (15km estilo livre + 15km estilo clássico), o pódio foi todo norueguês, com Simen Hegstad Krueger a vencer, à frente de Martin Johnsrud Sundby e Hans Christer Holund.

O austríaco David Gleirscher conquistou o ouro no luge individual, à frente do norte-americano Chris Mazdzer e do alemão Johannes Ludwig, sucedendo ao alemão Felix Loch, que tinha vencido os dois últimos dois títulos, mas que hoje ficou em quinto.

Na única final feminina do dia, a de esqui 'freestyle' em pista de bossas, Perrine Laffonte, de 19 anos, deu a primeira medalha à França, ficando à frente da canadiana Justine Dufour-Lapointe e da cazaque Yulia Galysheva.

Na tabela geral de medalhas, a Alemanha soma três de ouro, a Holanda duas e a Noruega uma. No somatório global, os norueguesas levam oito medalhas ao peito (quatro de prata e três de bronze), os holandeses têm cinco (duas de prata e uma de bronze) e os alemães tantas quantas os canadianos, quatro, sendo que apenas uma de bronze a somar aos ouros.

Outras fontes • COI