Iraniana vestiu-se de homem para poder entrar num estádio de futebol

Iraniana vestiu-se de homem para poder entrar num estádio de futebol
Direitos de autor 
De  Ana Serapicos
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Zahra Khoshnavaz é fã do Persépolis e, sendo mulher no Irão, não pode assistir a jogos ao vivo

PUBLICIDADE

Zahra Khoshnavaz é uma típica mulher iraniana com um gosto invulgar entre o resto das mulheres no país: o futebol.

É fã da equipa mais popular do país, o Persépolis, mas não consegue assistir a jogos ao vivo porque no Irão as mulheres não podem entrar em estádios de futebol.

Mas Zahra arranjou uma forma de apoiar a equipa: mascarou-se de homem.

Zahra diz que só quer ser um exemplo para impulsionar uma "mudança de lei" que diz que tem de ser feita.

A super-fã contou que já se encontrou com o treinador do clube, o qual lhe disse para ter "cuidado" e para não voltar a repetir o episódio porque "pode ser perigoso".

A história desta super-fã correu o país e isso trouxe consequências.

Agora, de cada vez que há um jogo do Persépolis, a Federação de Futebol do Irão liga para o telefone de casa de Zahra, para assegurar que esta não está num estádio, disfarçada, para apoiar a equipa.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Celebração ou preocupação: como é encarado o ataque de Israel no Irão?

Navio capturado pelo Irão tem bandeira portuguesa. Portugal "aciona" diplomacia em Teerão

Eleições parlamentares no Irão começam com mais de 15 mil candidatos