A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Parlamento holandês reconhece genocídio arménio

Parlamento holandês reconhece genocídio arménio
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A decisão não melhora as relações entre a Holanda e a Turquia. Os deputados holandeses aprovaram, por larga maioria o reconhecimento do genocídio arménio: 142 votos a favor e três contra.

A câmara baixa do parlamento aprovou ainda o envio de um representante do Governo a Erevan em 24 de abril, para a evocação dos massacres ocorridos em 1915. De acordo com vários estudos a violência terá provocado mais de um milhão de mortos.

Recorde-se que a Turquia recusa o termo "genocídio". As autoridades de Ancara referem-se a uma "guerra civil" e a um surto de fome generalizada durante a I Guerra Mundial. A Turquia diz que houve entre 300.000 e 500.000 mortos arménios e o mesmo número de turcos.