A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Ivanka Trump com general norte-coreano em PyeongChang2018

Filha de Donald Trump e general Kim Yong-chol atrás de Moon Jae-in
Filha de Donald Trump e general Kim Yong-chol atrás de Moon Jae-in -
Direitos de autor
REUTERS/Murad Sezer
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Os Jogos Olímpicos de Inverno de PyeongChang encerraram com a filha de Donald Trump, Ivanka, a escassos metros do vice-presidente do Comité do Partido Central da Coreia do Norte, o general Kim Yong-Chol. No meio, a distribuir cumprimentos, ficou Moon Jae-in.

O Presidente da Coreia do Sul terá sido informado durante a cerimónia de encerramento pelo alto representante de Pyongyang da abertura da Coreia do Norte em dialogar com os Estados Unidos, informou em comunicado a presidência sul-coreana.

E nem os protestos de mais de uma centena de manifestantes antinortecoreanos abalaram o simbolismo deste dia de festa em PyongChang.

No discurso de encerramento, o presidente do Comité Olímpico Internacional destacou "a demonstração pelos atletas de ambas as Coreias" de que é possível um "futuro pacífico" entre os dois países.

Thomas Bach passou depois a bandeira olímpica a Pequim.

A capital chinesa vai receber pela primeira vez em 2022 as olimpíadas de inverno e tornar-se na primeira cidade a acolher as duas versões dos Jogos depois de ter sido palco dos de verão em 2008.

A festa olímpica, entretanto, ainda não acabou em Pyeongchang: a nove de março começam as paralimpíadas de inverno.