Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Ivanka Trump com general norte-coreano em PyeongChang2018

Filha de Donald Trump e general Kim Yong-chol atrás de Moon Jae-in
Filha de Donald Trump e general Kim Yong-chol atrás de Moon Jae-in -
Direitos de autor
REUTERS/Murad Sezer
Tamanho do texto Aa Aa

Os Jogos Olímpicos de Inverno de PyeongChang encerraram com a filha de Donald Trump, Ivanka, a escassos metros do vice-presidente do Comité do Partido Central da Coreia do Norte, o general Kim Yong-Chol. No meio, a distribuir cumprimentos, ficou Moon Jae-in.

O Presidente da Coreia do Sul terá sido informado durante a cerimónia de encerramento pelo alto representante de Pyongyang da abertura da Coreia do Norte em dialogar com os Estados Unidos, informou em comunicado a presidência sul-coreana.

E nem os protestos de mais de uma centena de manifestantes antinortecoreanos abalaram o simbolismo deste dia de festa em PyongChang.

No discurso de encerramento, o presidente do Comité Olímpico Internacional destacou "a demonstração pelos atletas de ambas as Coreias" de que é possível um "futuro pacífico" entre os dois países.

Thomas Bach passou depois a bandeira olímpica a Pequim.

A capital chinesa vai receber pela primeira vez em 2022 as olimpíadas de inverno e tornar-se na primeira cidade a acolher as duas versões dos Jogos depois de ter sido palco dos de verão em 2008.

A festa olímpica, entretanto, ainda não acabou em Pyeongchang: a nove de março começam as paralimpíadas de inverno.