Última hora

Última hora

Um milhão de euros por informações que ajudem a esclarecer o crime

Em leitura:

Um milhão de euros por informações que ajudem a esclarecer o crime

Um milhão de euros por informações que ajudem a esclarecer o crime
Tamanho do texto Aa Aa

Multiplicam-se as homenagens ao jornalista de investigação e à namorada abatidos a tiro na Eslováquia.

As autoridades estão a investigar o crime que, ao que tudo indica, estará ligado ao trabalho desenvolvido por Jan Kuciak.

Os últimos artigos publicados pelo jornalista estão relacionados com casos de evasão fiscal, mas há a polícia estará, também, a seguir outras pistas.

Os vizinhos do casal mostram-se chocados. "É inacreditável. Eram boas pessoas. Compraram e reconstruíram esta casa juntos" refere uma mulher.

O Procurador-geral Jaromir Ciznar, promete não poupar esforços para esclarecer o que aconteceu. "Tudo indica que este crime esteja associado ao trabalho desenvolvido pelo jornalista e pela namorada. Vamos fazer tudo para esclarecer o que aconteceu porque não é possível dizer que somos um Estado democrático e permitir que isto aconteça" afirma.

Uma opinião partilhada pela Organização para a Segurança e Cooperação na Europa e pela Comissão Europeia que já condenaram o duplo homicídio.

O chefe de Governo eslovaco anunciou, entretanto, uma recompensa no valor de um milhão de euros por informações que conduzam ao autor ou autores do crime.

"Quero expressar as minhas sinceras condolências. Se viermos a confirmar que o que aconteceu está ligado ao trabalho do jornalista tratar-se-á de um evento sem precedentes que constitui um ataque à liberdade de imprensa" defende o primeiro-ministro, Robert Fico.

O jornalista abatido a tiro trabalhava para uma plataforma de notícias. A imprensa eslovaca admite que a máfia italiana possa estar por detrás do duplo homicídio isto porque Kuciak estaria a investigar as atividades da Ndrangheta no país. Uma informação que a polícia eslovaca não desmente nem confirma.