EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Puigdemont renuncia a lutar pela presidência da Catalunha

Puigdemont renuncia a lutar pela presidência da Catalunha
Direitos de autor 
De  Rodrigo Barbosa com EFE / AFP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Carles Puigdemont fez a anúncio através de um vídeo divulgado nas redes sociais

PUBLICIDADE

Quatro meses depois de fugir à justiça espanhola, pela qual é acusado nomeadamente de rebelião e sedição, Carles Puigdemont renunciou esta quinta-feira a partir de Bruxelas, onde se encontra refugiado, a lutar por um novo mandato como presidente da Catalunha.

O ex-presidente catalão fez o anúncio num vídeo difundido através das redes sociais, explicando que pretende, com a decisão, facilitar a formação de "um governo o mais rápido possível".

Uma decisão tomada poucas horas depois do parlamento catalão ter aprovado uma resolução que defendia Puigdemont com "candidato legitimo à presidência da Generalitat", o executivo regional.

A maioria parlamentar mostrou-se também favorável à "criação de uma Catalunha como Estado independente", apesar de não ter ratificado a declaração de independência, votada e aprovada a 27 de outubro de 2017.

Puigdemont propôs como candidato do "Juntos pela Catalunha", formação que lidera, o "número dois" Jordi Sànchez, que se encontra atualmente em prisão preventiva.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Familiares de independentistas catalães pedem apoio ao Parlamento Europeu

Puigdemont em prisão de Neumünster

Catalunha: Jordi Turull falha primeira volta na candidatura à presidência