Última hora

Última hora

Últimos dias de campanha para as gerais italianas

Em leitura:

Últimos dias de campanha para as gerais italianas

Últimos dias de campanha para as gerais italianas
Tamanho do texto Aa Aa

Em Roma, a direita mostra a força da união nos últimos dias das eleições italianas. Georgia Meloni, do Fratelli d'Italia, Silvio Berlusconi, do Forza Itália, Matteo Salvini, líder da Liga, e Rafaelle Fitto, do Noi l'Italia marcaram encontro para mostrar que podem derrotar o Movimento 5 Estrelas.

Centro-direita e populistas querem uma maioria, mas a verdade é que Silvio Berlusconi não pode assumir o cargo. Matteo Salvini quer ser o líder da direita italiana. Fez várias promessas, até que Berlusconi decidiu limpar-lhe a transpiração da testa.

Na sede do Movimento Cinco Estrelas, o dia foi de apresentação dos ministros de um possível Governo. Muitos professores, caras novas e mesmo o campeão Olímpico de natação, Domenico Fioravanti. Várias mulheres, como a Criminologista Paola Giannetakis ou a professora Elisabetta Trenti. Beppe Grillo, um dos pais do movimento, disse que chegou a hora de começar a pensar em formar Governo.

Já o centro-esquerda teve um dia mais calmo. Matteo Renzi agradeceu o apoio de Prodi e Letta. Com um Partido Democrático no Governo, disse , "será lançado um pacote de ajudas para as famílias".

Garantiu que qualquer primeiro-ministro do Partido Democrático contaria com seu o apoio. Um primeiro-ministro que poderia ser, por exemplo, o democrata Paolo Gentilone, que conseguiu dar passo a uma fase de consenso no Plazzo Chigi, num país conhecido pela instabilidade política.