A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Mateo Renzi regressa à liderança do Partido Democrata

Mateo Renzi regressa à liderança do Partido Democrata
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Já lhe chamam o partido do “Lavoro, Casa e Mamme”. Falamos do Partido Democrata do ex-primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, cuja liderança conquistou num escrutínio, este domingo, que o resgatou para a cena política nacional.

Renzi deixou de ser o líder do PD fraturado após a derrota no referendo nacional sobre as reformas que apoiava, tendo igualmente abandonado o cargo de primeiro-ministro após a consulta, mas renega a promessa de se aposentar da vida pública.

“Nós dizemos com firmeza que ninguém no Partido Democrata pôs em causa o nosso apoio ao governo da liderado por Paolo Gentiloni, por quem nós sentimos estima, reconhecimento e amizade pelo trabalho que tem feito.”

Aclamado e coroado Secretário do PD, Matteo Renzi tem os próximos meses para provar a lealdade para com o governo de Gentiloni, lembrando que a reforma da lei eleitoral, há meses parada na Comissão de Assuntos Constitucionais, é um dos temas que muito divide.