Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Mateo Renzi regressa à liderança do Partido Democrata

Mateo Renzi regressa à liderança do Partido Democrata
Tamanho do texto Aa Aa

Já lhe chamam o partido do “Lavoro, Casa e Mamme”. Falamos do Partido Democrata do ex-primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, cuja liderança conquistou num escrutínio, este domingo, que o resgatou para a cena política nacional.

Renzi deixou de ser o líder do PD fraturado após a derrota no referendo nacional sobre as reformas que apoiava, tendo igualmente abandonado o cargo de primeiro-ministro após a consulta, mas renega a promessa de se aposentar da vida pública.

“Nós dizemos com firmeza que ninguém no Partido Democrata pôs em causa o nosso apoio ao governo da liderado por Paolo Gentiloni, por quem nós sentimos estima, reconhecimento e amizade pelo trabalho que tem feito.”

Aclamado e coroado Secretário do PD, Matteo Renzi tem os próximos meses para provar a lealdade para com o governo de Gentiloni, lembrando que a reforma da lei eleitoral, há meses parada na Comissão de Assuntos Constitucionais, é um dos temas que muito divide.