EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Sanchez recorre no Supremo para ser investido

Sanchez recorre no Supremo para ser investido
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O candidato da "Junts per catalunha", a lista independentista liderada por Carles Puigdemont, está em prisão preventiva desde 16 de outubro, acusado de delito de sedição por ter participado no processo independentista catalão.

PUBLICIDADE

O candidato à presidencia do governo catalão vai recorrer da decisão do Supremo Tribunal para que lhe seja permitida a deslocação ao Parlamento catalão a fim de ser investido. Jordi Sanchez alega que o contrário seria uma violação da constituição e limitaria gravemente a democracia e a autonomia catalã.

O candidato da "Junts per Catalunha", a lista independentista liderada por Carles Puigdemont, está em prisão preventiva desde 16 de outubro, acusado de delito de sedição por ter participado no processo independentista catalão.

O recurso surge depois do juiz que dirige o caso sobre o independentismo catalão, Pablo Llarena, ter recusado o pedido de liberdade temporária para marcar presença na sessão de investidura que estava precista para hoje.

A movimentação levou também a que Jordi Sanchez não avançasse com uma queixa no Tribunal Europeu dos Direitos do humanos, como estava previsto.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Supremo espanhol rejeita saída de Jordi Sánchez da prisão

Vários feridos em confrontos na Catalunha por causa de visita do Rei

Revolta dos "jordis" volta a inflamar a Catalunha