A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Visita de Assad a Ghouta Oriental coincide com êxodo maciço

Visita de Assad a Ghouta Oriental coincide com êxodo maciço
Direitos de autor
SANA/Handout via REUTERS
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Confiante na vitória iminente sobre o último bastião rebelde perto de Damasco, o presidente sírio Bashar al-Assad visitou pela primeira vez em vários anos a área de Ghouta Oriental, palco de uma vasta ofensiva das forças do regime contra os insurgentes.

Assad felicitou as suas tropas por "salvarem" a capital, regularmente visada por projéteis provenientes do enclave rebelde. Em mais uma operação de propaganda cuidadosamente organizada pelo regime sírio, Assad encontrou-se também com civis que fogem do cenário dos combates.

Depois de um mês de intensa ofensiva terrestre e aérea, o Exército recuperou o controlo de mais de 80 por cento de Ghouta Oriental, mas à custa de um pesado balanço humanitário. Segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos, os bombardeamentos da aviação síria mataram mais de 1400 civis, perto de 300 dos quais crianças. Nos últimos dias, mais de 65.000 pessoas fugiram dos setores rebeldes para escapar aos bombardeamentos e à morte.