EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Caso Skripal: Procuradoria Geral russa denuncia falta de cooperação britânica

Caso Skripal: Procuradoria Geral russa denuncia falta de cooperação britânica
Direitos de autor 
De  Rodrigo Barbosa com AFP
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Moscovo faz paralelo entre caso Skripal e mortes do ex-espião Alexander Litvinenko e do oligarca Boris Berezovski, denunciando uma "campanha antirussa"

PUBLICIDADE

A Procuradoria Geral russa acusa o Reino Unido de esconder informações cruciais e recusar cooperar no inquérito ao envenenamento do ex-espião Sergei Skripal, no início de março.

Londres aponta responsabilidades a Moscovo, que nega categoricamente qualquer envolvimento, acusando por seu lado os serviços secretos britânicos e norte-americanos.

O vice-procurador russo Saak Karapetian afirma que "as autoridades britânicas recusaram qualquer cooperação com a Rússia e classificaram como secretas as conclusões do seu próprio inquérito, tornando impossível avaliá-lo de forma objetiva por alguém do exterior".

A Procuradoria Geral russa faz um paralelo entre o caso Skripal e as mortes do também ex-espião Alexander Litvinenko, em 2006, e do oligarca Boris Berezovski, em 2013, denunciando uma "campanha antirussa".

Litvinenko morreu na sequência de um envenenamento com polónio 210, com os serviços secretos britânicos a apontarem o dedo ao homem de negócios e ex-agente do FSB russo, Andrei Lugovoi.

Berezovski foi encontrado morto na sua casa de Berkshire, no Reino Unido, num aparente suicídio cuja veracidade foi contestada pelos investigadores britânicos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Caso Skripal: Ex-espião russo sai de estado crítico

Filha de ex-espião russo sai do silêncio

"Estão a brincar com o fogo e vão arrepender-se"