Mais de 100 mortos em confrontos com a polícia desde abril

Mais de 100 mortos em confrontos com a polícia desde abril
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Parlamento Europeu condenou a "brutal repressão" contra manifestantes na Nicarágua

PUBLICIDADE

15 pessoas morreram em mais uma jornada de protestos na Nicarágua . No total, desde de 18 abril, já morreram mais de 100 pessoas. O que começou por ser uma série de protestos contra o Governo, acabou por se transformar numa vaga de violentos confrontos entre polícia e manifestantes, em especial estudantes universitários.

Entretanto, o Parlamento Europeu condenou a "brutal repressão" contra manifestantes. O comissário europeu para a Ajuda Humanitária, Christos Stylianides, em declarações feitas em Estrasburgo, sublinhou que  "o povo da Nicarágua tem todo o direito de expressar o desacordo contra o governo. É fundamental que as forças policiais atuem com moderação e que os instigadores da violência sejam levados à justiça".

O Governo da Nicarágua anunciou na quinta-feira a primeira demissão, o presidente do Conselho Supremo Eleitoral.

Rivas era um grande aliado político e eleitoral do Presidente Daniel Ortega, e era acusado pela oposição de ter beneficiado o partido no poder, a Frente Sandinista de Libertação Nacional em todos os processos eleitorais desde 2008.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Seis mortos em mais um dia de sangrentos protestos

Conheça Itzae, o raro puma albino nascido na Nicarágua

As razões para a mega-manifestação dos agricultores em Madrid