EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Jordânia recua na intenção de aumentar impostos

Jordânia recua na intenção de aumentar impostos
Direitos de autor 
De  Bruno Sousa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Proposta de aumento da carga fiscal tinha dado origem às maiores manifestações no país nos últimos anos

PUBLICIDADE

A Jordânia voltou atrás na proposta de lei tendo em vista o aumento de impostos sobre os rendimentos. A medida foi anunciada pelo novo primeiro-ministro, Omar Al-Razzaz, que acrescentou que irá também encetar negociações para reformar o sistema fiscal sem pôr em causa os direitos dos cidadãos.

O recuo surge na sequência das maiores manifestações no país nos últimos anos, que levaram à queda do governo de Hani Mulki. Para o novo primeiro-ministro, "O povo tem o direito de se manifestar, o direito de fazer ouvir a sua voz através de meios oficiais, através das redes sociais e através de reuniões, é um direito válido. Precisamos de ouvir essas discussões e tomar medidas imediatamente para voltar ao curso certo."

A proposta de lei para aumentar os impostos sobre os rendimentos tinha sido uma imposição do Fundo Monetário Internacional para tentar diminuir a dívida do país, estimada em 37 mil milhões de dólares.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Eleições europeias: O que é que os eleitores querem e o que é que os candidatos prometem?

FMI diz que igualdade entre mulheres e homens é um meio poderoso para favorecer crescimento

Taxistas romenos e gregos em protesto