Última hora
This content is not available in your region

Itália "irritada" com foco da cimeira informal sobre imigração

Itália "irritada" com foco da cimeira informal sobre imigração
Direitos de autor
REUTERS/Hannibal Hanschke
Tamanho do texto Aa Aa

Itália ameaça virar as costas aos parceiros europeus, na mini-cimeira de domingo em Bruxelas, centrada na questão da imigração.

Num encontro esta quarta-feira com o presidente do Concelho Europeu, Donald Tusk, o primeiro-ministro italiano exprimiu o desacordo com o esboço do documento preparado pela Comissão Europeia para a reunião de Bruxelas, que segundo Roma dá prioridade às preocupações alemãs em detrimento de Itália.

No Twitter, Giuseppe Conte afirmou não estar "disponível para debater 'movimentos secundários', sem debater primeiro a emergência dos 'movimentos primários' que a Itália enfrenta sozinha".

O ministro italiano do Interior e líder da extrema-direita Matteo Salvini disse mesmo que Conte deveria boicotar a cimeira informal de domingo, se o documento não for alterado. Segundo Roma, o encontro convocado pelo presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, a pedido da chanceler alemã, dá demasiada prioridade às preocupações políticas de Angela Merkel, em detrimento da longa queixa italiana de que vários países europeus não fazem o suficiente para ajudar as nações costeiras que vêem chegar a maioria dos refugiados.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.